PAISAGENS DO SERIDÓ

Olho d’Água dos Cândidos







Localizado em um pequeno riacho da bacia do Riacho do Bojo (um dos formadores do Riacho do Olho D’água), o Olho d’Água dos Cândidos impressiona a quem o visita e o visualiza pela primeira vez.

Brotando do tronco de um grande juazeiro e cercado por vários exemplares de quixabeiras, juazeiros, catingueiras, craibeiras, mulungus, imbuzeiros e de outras belas árvores da caatinga, um pequeno filete de água cristalina começa a sua jornada na procura pelo leito do riacho que lhe emprestará o nome. Nesse percurso, o pequeno filete d’água vai irrigando várias touceiras de capim e formando poças d’água que servirão para saciar a sede das enormes árvores que o margeiam, como também, para saciar a sede dos inúmeros pássaros, insetos, animais e vez por outra, vaqueiro ou mesmo de certos aventureiros que vez por outra recorrem as suas águas.

Apesar de enfrentarmos uma das piores secas da nossa história, ele está lá... sempre teimando em botar as águas que estão nas entranhas da terra para "fora", e com isso, fazendo com que a biodiversidade que o cerca não sinta os "efeitos da estiagem", e passe todo o período seco usufruindo de sombra e água fresca.

O local tem abriga um bonito painel em um dos seus paredões onde estão talhados bonitas Gravuras Rupestres (ITAQUATIARAS).

Olho d’Água dos Cândidos
Carnaúba dos Dantas / RN - Região do Seridó

Foto: Eugênio Oliveira / Júlio Dantas
Paisagens do Seridó - OpenBrasil.org